Cleiton Fiuza

Início » Marketing Político

Marketing Político

marketing-político-1024x768Marketing político é o segmento específico dentro da comunicação mercadológica voltada para o ambiente político, que visa estreitar a relação de expectativa de um determinado grupo de pessoas em relação às questões que envolvem seu cotidiano, e a materialização da mesma em um candidato a um cargo público, no período eleitoral, através de suas propostas e projetos.

Marketing político, melhor explicando, é uma propaganda política com propósitos claros de adquirir o apoio e a confiança das pessoas alcançadas.

O Marketing Político também envolve pesquisas, estudos de situação e ações práticas, utilizados para segmentar grupos sociais, e conhecer desejos e anseios da população, desenvolvendo sintonia entre aquilo que o político deseja fazer e o que o seu público-alvo espera.

eleicoes-legislativas-2009

O Marketing Político se vale da essência da conceituação referida ao marketing, só que em outro contexto, o político-eleitoral. A definição brasileira consagrada e mais admitida é a do cientista político Rubens Figueiredo, ele fala que “o marketing político é um conjunto de técnicas e procedimentos que tem como objetivos adequar um(a) candidato(a) ao seu eleitorado potencial, procurando fazê-lo, num primeiro momento, conhecido do maior número de eleitores possível e, em seguida, mostrando-o diferente de seus adversários, obviamente melhor do que eles”. Em outras palavras, é buscar entender os anseios e necessidades recorrentes do eleitorado, em determinado momento, e adequar o discurso do(a) candidato(a) para não fugir das preocupações da sociedade.

O Marketing Político é divido em pelo menos três tipos: o Eleitoral, que é realizado no período da campanha eleitoral com dia e hora para início e fim, sendo utilizado por quem não possui mandato ou deseja se reeleger; o Pós-eleitoral, que é o uso permanente das ferramentas de comunicação por quem já possui um mandato, visando manter sua imagem associada a uma boa administração, objetivando a ampliação de seu poder; e o Partidário, como o nome diz, trabalha a imagem dos partidos políticos.

Nos último anos, o marketing político tem ganhado status de ciência, passando a ser estudo por entidades e profissionais de nosso país, e aos poucos vem ganhando espaço nas grades curriculares de graduação e cursos de pós-graduação. O seu prestígio e importância estão sendo visivelmente notado nas eleições dos últimos anos. E como disse o professor Manhanelli, em relação ao político que não utiliza o marketing político em sua campanha, “O fator sorte sempre existe, mas, com certeza, ele terá uma eleição e não uma carreira política”.

* Texto adaptado da versão original escrita por Jefferson Fernandes Santana, Executivo de Vendas da Vizion, proprietária do SGP.




Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: